Fazer atividade física descalço é prejudicial ou faz bem para o corpo?


Texto escrito por Flávia Gonferr, Profissional de Educação Físia, sobre a prática de atividade fisica descalço.


Fazer atividade física descalço é prejudicial ou faz bem para o corpo? Ou só incomoda o nariz dos outros.


Existem vários mitos que envolvem o fato de “andar descalço”. Um deles, por exemplo, é que você pode ficar gripado. Aposto que você já ouviu um grito: “vai calçar o chinelo, menino! Senão você vai gripar”!


No entanto, andar descalço ao contrário do que muitos pensam, faz bem, mas devemos ficar atentos para não machucarmos os pés.


Os calçados foram desenvolvidos para proteger nossos pés de cortes, queimaduras, pedras, etc, mas andar descalço e praticar atividade física descalço fazem muito bem e já vou explicar o porque!


Quando fazemos uma atividade física descalço ativamos uma série de músculos que temos na sola dos pés e vários receptores (também nos pés e tornozelo) que controlam nosso equilíbrio fazendo com que nosso pé fique mais forte, que o nosso corpo tenha mais equilíbrio e ainda, evitando e diminuindo os riscos de lesões. Quando nosso pé é forte ele amortece com maior eficiência os impactos e faz com que nossas articulações e coluna, não fiquem sobrecarregados.


Quais atividades físicas podem ser feitas descalço?


Todas! Desde que você esteja sobre uma superfície confortável para os pés e que não envolvam muito impacto.


Praticar atividade física na areia é um ótimo exemplo! Para pessoas iniciantes: pequenas corridas e caminhadas. Para aquelas com maior preparo físico: treinos funcionais 1x por semana, ou a prática de algum esporte (futevôlei, beach tennis, vôlei de praia, etc).


A superfície arenosa é tão eficaz que a maioria dos clubes de futebol aderiu à caixa de areia (inclusive a Seleção Brasileira), pois, além de melhorar o condicionamento físico dos atletas, ajudou a diminuir a incidência de lesões.


Na academia, durante a execução de exercícios de força, nos quais os pés ficam bem apoiados também é possível promover uma maior ativação dos pés ficando descalço. Tanto faz se é exercício para membros superiores ou inferiores, o fato do seu pé estar mais ativo durante o exercício, já fortalece a musculatura e melhora a saúde dos seus pés.


Não precisa fazer o treino inteiro descalço, mas separe alguns exercícios e execute-os sem o calçado uma ou duas vezes por semana.


Outra maneira de fortalecer os pés e tornozelos treinando sem tênis é usando superfícies instáveis, tais como: jump, bosu, rolo e disco de instabilidade.


Poxa, Flávia... e o meu “tênis nave” que custou muitos dinheiros?


Não se desespere. Este tênis foi feito para absorver impacto e proteger seus pés. Lembra do que falamos logo no início?


Pois bem, se você exagerar nos exercícios descalços: corridas longas, atividades de muito salto ou ficar se expondo por muito tempo numa superfície desconfortável, além de sobrecarregar suas articulações, inclusive seus pés, poderá ter bolhas, calos, inchaços, dores e outros desconfortos.


Tudo deve ser feito com parcimônia e com orientação. Não precisa virar o curupira a partir de hoje, abandonar seus tênis e encardir todas as suas meias. Escolha um ou dois dias na semana e faça algo a mais do que você já faz.


Você não é a Cinderela, mas pode ter um alguém procurando um “pezinho” saudável e forte por aí!






35 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
27.JPG

Olá, que bom ver você por aqui!

Esse espaço é para agregar conhecimento e esclarecimento sobre diversos temas.

Acompanhe sempre e pode "mandar a braba" que eu respondo! 

Fique por dentro de todos os posts

Obrigado por assinar!

  • Preto Ícone LinkedIn
  • Instagram